13.3.09

Não colocar um rosto no meu blog é permitir-me uma determinada liberdade, sem a qual não conseguiria escrever estes textos. A identidade limita-nos em determinados aspectos. É importante a definição, mas a indefinição possibilita novas direcções. A ausência de compromissos, de crivos... É maravilhoso, reconfortante. Permite-me arriscar. É como viajar a um sítio em que ninguém nos conhece e simplesmente ser o que quisermos, o que tiver mais sentido. Até porque este blog é mais uma conversa solitária. Alguns amigos, mas poucos. Prefiro assim. Existe alguma diferença entre conversar com 3 pessoas e conversar com 10 pessoas.

O silêncio é muito importante. Funciona como um retiro. Permite-me ouvir e compreender o que eu digo.

Quem me quiser conhecer pode sempre mandar um mail. De resto, não sei qual a diferença entre colocar o meu rosto ou não. São diferentes formas de expressão, todas válidas, todas diferentes. E ainda bem que são todas diferentes.

E para terminar o discurso já muito retórico...Este blog é menos anónimo que alguns blogs que mostram o rosto. Talvez não seja tão caloroso, mas não é impessoal, aliás, é muito pessoal.

Abraço

6 comentários:

Daniel Silva disse...

Concordo com tudo (tudo isso esteve presente quando escrevi o que escrevi no meu blogue), mas penso que nada do que diaes invalida a proposta feita. Caso contrário eu mesmo entraria em contradição.

Obrigado pelo comentário embora no teu blogue.

Aquele abraço

Heartbeats disse...

Postei no meu blog porque já estava a ficar um pouco testamento hehehe

Eu até concordo com o que dizes no blog.

Não estou a fundamentar uma opção, estou a fundamentar a minha opção ;)

Daniel Silva disse...

Sim, claro, e em parte agradeço ;)

Penso que estamos os dois na mesma sintonia: é como quem diz: olha, apatecem-me estes dois gelados, mas como so vou comer um, qual deles como? lol

Só uma coisa: nao ligo ao número de pessoas que subscrevam o meu blogue. Ligo ao numero de pessoas que, subscrevendo, o lêem e comentam. Não é a quantidade que está em causa.

Abração ;)

P.S. Sempre areditei que ha vida fora do blogue, que há pessoas fora do blogue. Temos de marcar um encontro da blogosfera ;)

Daniel Silva disse...

Pssst: chega cá: nao te esqueças de ultrapassar isso tudo e colocar a foto ;)

Heartbeats disse...

ahahah, não vou em conversetas! =D ainda por cima está uma imagem tão bacana no topo do blog! Assim criativa e pseudointelectual, para dar aquele ar misterioso, profundo!

E ainda bem que há vida fora do blog. Tens razão em determinados aspectos, limitamo-nos demasiado em caixinhas, em compartimentos. Mas o ser humano é complicado, eu pelo menos sou extremamente complicado, demasiado.

Daniel Silva disse...

A tua fotografia ficou linda. Nao tu. A fotografia. Agora já te visualizo. E sinto-te mais perto por isso...

(Ok, eu sei que nao colocaste, mas era o que diria se o tivesses feito)...